Data: 22/04/2021 Tempo: 04min de leitura Categoria: Especiais Visualizações: 304 visualizações
Por: Observatório do Turismo

No dia 24 de abril comemora-se o Dia Nacional de Libras. E na expectativa, de um turismo com acessibilidade a realidade encontrada, nem sempre cabe na mala de todo brasileiro – principalmente se ele possuir alguma deficiência auditiva, física, motora, visual ou mobilidade reduzida. Segundo o levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) feito em parceria com o Ministério da Saúde, em agosto de 2015, revelam que 6,2% da população brasileira tem algum tipo de deficiência. A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) considerou quatro tipos de deficiências: auditiva, visual, física e intelectual. Na realidade, são cerca de 45 milhões de pessoas com deficiência vivendo o problema da acessibilidade que por aqui ainda tropeça em diversas dificuldades não somente ligadas ao turismo, mas a todos os setores relacionados à atividade.

Quando pensamos na acessibilidade em um destino turístico, não devemos deixar de lado o atrativo turístico em si, mas também os meios de hospedagem, e alimentação, o sistema de transporte, o mobiliário urbano e também banheiros públicos, espaços de lazer, e até mesmo o atendimento adequado proporcionado aos turistas.

Quando pensamos na acessibilidade em um destino turísticos, além dos atrativos turísticos, temos que também considerar também a acessibilidade nos os meios de hospedagem, e alimentação, o sistema de transporte, o mobiliário urbano e também banheiros públicos, espaços de lazer, e até mesmo o atendimento adequado proporcionado aos turistas.

É possível mesmo chegar a conclusão de que várias cidades brasileiras não estão preparadas para receber turistas com alguma deficiência por escassez de iniciativas e ofertas com acessibilidade turística. E, quando há acessibilidade, os serviços ofertados na sua maioria são de baixa qualidade e sem atender integralmente as normativas, avaliando o descaso como falta de igualdade nas oportunidades entre os indivíduos e os que necessitam de acessos especiais. Ou seja, excluindo a parcela de 6,2% da sociedade, dos espaços coletivos e de lazer e entretenimento. Muito ainda é preciso conquistar em termos de infraestrutura para a garantia de acessibilidade.

Dia Nacional de Libras

No dia 24 de abril de 2002 a Lei 10.436/02 que visa garantir políticas públicas para a comunidade surda foi publicada, reconhecendo a Libras, língua visual/ motora, como aquela que possui sistema linguísticos e gramática própria. Isto causou grande alegria aqueles que lutavam por estes direitos e desde então, neste mesmo dia, comemora- se o dia nacional da Língua Brasileira de Sinais.

No entanto, mesmo que esta seja uma grande conquista, quando se fala de acessibilidade ainda há muito a progredir para alcançarmos um ideal e o turismo é um dos setores que precisa de atenção. Digo por que mesmo que a procura seja grande são poucos os lugares que fornecem conteúdos em libras com intermediário humanizado. Sim, os avatares servem de quebra galho, mas a verdade é que este recurso não substitui de forma alguma o intérprete, pois somente um profissional, participante ativo da comunidade surda, conseguirá se comunicar respeitando as variações linguísticas, aspectos culturais, gírias e o dinamismo da língua. 

A barreira comunicacional e o despreparo da comunidade ouvinte é com certeza um desafio aos turistas surdos, que sem acesso à informação são consequentemente prejudicados.

Vale ressaltar que aqui em Santa Catarina já existem alguns projetos que visam acabar com essa barreira linguística, um exemplo seria a trilha ecológica acessível localizada no Córrego Grande. A trilha Pau Jacaré de 131 metros de comprimento além de ser acessível a cadeirantes ainda possui ao longo da caminhada mais de 100 placas informativas em braile e Libras. Isto comprova que o turismo inclusivo adequado pode vir a ser uma solução de controle das desigualdades sociais.

Curso de Libras

Para melhorar a experiência de viajantes que possuem capacidade auditiva reduzida em destinos turísticos, o Ministério do Turismo tem atuado para incentivar e promover o turismo acessível. Por meio de uma parceria com o Instituto de Educação de Rondônia (IERO/Acelibras), estão abertas as inscrições para o curso online e gratuito “Libras para atendimento ao público”.

A capacitação soma-se aos esforços da Pasta em fortalecer o turismo acessível no Brasil e melhorar a experiência de viajantes que possuem capacidade auditiva reduzida. Intitulado “Libras para atendimento ao público”, o curso online e gratuito é direcionado a profissionais de turismo ou de outras áreas, além de estudantes que atuam ou desejam atuar no setor, com foco no atendimento ao turista.

O curso tem carga horária de 120 horas e possui três módulos: contexto histórico-cultural e aspectos linguísticos 1 e 2. O conteúdo é voltado para alunos iniciantes, que aprenderão desde o alfabeto de Libras até à formação de frases e estarão aptos a se comunicarem ao final do curso. Também estão incluídos temas do dia a dia, como profissões, gastronomia, esporte, transporte, natureza, entre outros. 

Também pode
te interessar:

Setor de eventos tem lei sancionada para criar ações emergenciais na pandemia
Data: 13/05/2021 Tempo: 03min Categoria: Atualidade

Setor de eventos tem lei sancionada para criar ações emergenciais na pandemia

O setor de eventos e turismo acaba de ganhar uma ajuda importante para ajudar a mitigar os efeitos da pandemia. A Lei nº

Santa Catarina terá um novo grande Parque Temático em Penha
Data: 11/05/2021 Tempo: 02min Categoria: Regiões Turísticas

Santa Catarina terá um novo grande Parque Temático em Penha

Em 2016 a empresa norte americana Amazone USA Real State Holdings foi criada com a finalidade de difundir conhecimentos

A grande vocação de Santa Catarina para o segmento Turismo Cultural
Data: 06/05/2021 Tempo: 09min Categoria: Ponto de Vista

A grande vocação de Santa Catarina para o segmento Turismo Cultural

Herança Cultural Santa Catarina é um estado agraciado pelas belezas naturais e ninguém pode contestar isso. Outro